A PEDRA PRINCIPAL

Deus sabe como lidar com a dureza dos nossos corações. “Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o Senhor, e como um martelo que esmiúça a pedra?” (Jr 23.29). Falando, profeticamente ao seu povo, o Espírito de Deus disse: “Ouvi-me vós, os que seguis a justiça, os que buscais ao Senhor; olhai para a rocha donde fostes cortados, e para a caverna do poço donde fostes cavados (Is 51.1). Espiritualmente, nós somos fragmentos da Rocha eterna que é Jesus Cristo. Pedro declarou que “Ele é a pedra que foi rejeitada pelos edificadores, a qual foi posta como pedra angular” (At 4.11). Nós nascemos Dele para sermos edifício de Deus, e Pedro reconhecia esta característica em nós, quando escreveu a sua primeira carta. Ele disse: “Chegando-vos para ele, pedra viva, rejeitada, na verdade, pelos homens, mas, para com Deus eleita e preciosa, vós também, quais pedras vivas, sois edificados como casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, aceitáveis a Deus por Jesus Cristo (1Pe 2.4). Como pedras brutas, Deus está talhando, modelando e formando o nosso caráter em meio às guerras deste mundo. Nos dias do rei Davi, os guerreiros procuravam grandes rochedos para se esconderem das lanças e das flechas dos inimigos. Aquela rocha representava a diferença entre e a vida e a morte para eles. Davi tinha isto mente quando escreveu: “Eu te amo, ó Senhor, força minha. O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo, em quem me refúgio; o meu escudo, a força da minha salvação e o meu alto refúgio (Sl 18.1,2). Embora Golias fosse tão grande diante de Davi, foi com uma pequena pedra que ele o derrotou. Por isso, não tenha medo! As mãos habilidosas do Todo Poderoso trabalham em você e por você!


DEVOCIONAIS EM VÍDEOS