OS VENTOS DE DEUS

Quando a calamidade chegar, vá para um lugar mais alto. Não se desanime nem desista do sonho que Deus lhe fez sonhar. Diga como o profeta Habacuque: “O Senhor Deus é minha força, ele fará os meus pés como os da corça, e me fará andar sobre os meus lugares altos” (Hc 3.19). Ele aprendeu a viver pela fé, com os olhos voltados somente para Deus, crendo a partir da condição e da posição que Ele havia lhe dado através da Sua Palavra. Por isso ele confessou: “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. Todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação” (Hc 3.17,18 – itálico nosso). As circunstâncias não podem e não devem reter o seu cântico de alegria. Mesmo que tudo pareça contrário, se os seus olhos estiverem postos em Deus e em Suas promessas, a sua fé liberará o cântico da esperança e será o instrumento da restauração divina. Se for preciso, ministre a sua alma como fez o salmista: “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença” (Sl 42.5). Entenda que todas às vezes que clamamos pela visitação de Deus e pedimos que Ele restaure a nossa terra, os ventos do Espírito não sopram apenas de um lado. “Levanta-te, vento norte, e vem tu, vento sul; assopra no meu jardim, espalha os seus aromas. Entre o meu amado no seu jardim, e coma os seus frutos excelentes!” (Ct 4.16 - itálico nosso). Quando este vento sopra acontecem duas operações pelo Espírito de Deus: do sul, vem o refrigério e a calma (Jó 37.17), do norte, as perseguições e as provas, simbolicamente (Jr 1.14). Quando declaramos que a igreja de Cristo é vitoriosa, temos que considerar que o mesmo fogo que derrete a cera endurece o barro. Aproveite estes ventos para subir!


Ministérios


Notícias


DEVOCIONAIS EM VÍDEOS